quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Experiencia real - tumor no pancreas


Desde algum tempo que nao escrevo na Casa Na Arvore e isso deve-se 'a noticia que a minha mae que completou este ano 60 fabulosos aninhos me deu no passado mes de Setembro sobre o diagnóstico de um tumor no pancreas. Quando ela me contou sobre o que tinha nao fiquei muito alarmada porque, pensei que seria mais uma daquelas gorduras/cistos que se desenvolvem no corpo e podem facilmente ser removidos com ou sem intervencao cirurgica.


Quem me conhece bem sabe que sou uma pessoa que precisa ir ao fundo das questoes especialmente se alguém que me é próximo tem um problema de saúde. Assim que comeco a pesquisar na net - talvez como alguns de voces que leem este blogue - pela expressao "tumor no pancreas" os resultados sao apenas "cancro do pancreas", comeco a ficar muito nervosa. Leio as páginas da wikipedia, de sites de medicina e todos eles referem que a maioria dos tumores sao na cabeca do pancreas, sendo que no corpo e cauda do pancreas apenas 11% dos casos.


Tudo isto faz a minha mente fervilhar e o meu coracao tremer diante da possibilidade, segundo esses sites, da minha mae ter na melhor das hipoteses 5 anos de vida!!!! "Cai-me tudo ao chao" e nessa noite nao consigo dormir senao pensar e chorar por saber que tao de repente a minha querida mae se ve confrontada com este gigante imbativel.


Muitos dos sites referem que de facto nao é feita maior pesquisa e desenvolvimento neste tipo de cancro porque os pacientes que sao diagnosticados com o cancro já se encontram em fase tardia e por isso já há pouco a fazer. De notar que apenas em raros casos é possivel a intervencao cirurgica.


Antes da minha mae me contar sobre a condicao dela ela ja se tinha queixado que tinha ido ao médico e possivelmente era algo que se passava nos rins. O único sintoma que a fez recorrer ao médico foi a necessidade constante de urinar. Ela nao estava com cor amarela, nao sentia dores abdominais como alegam os sites que visitei sobre o cancro. Eu tinha que ir mais fundo na questao para saber realmente qual era o caso da minha mae. Nao me recordo de nessa altura ter lido sequer um site que desse a possibilidade de tumores benignos e quais seriam as caracteristicas.


Entao o meu E. diz-me que preciso ter o TC abdominal que a minha mae fez e te-lo digitalizado. A minha mae nem sequer tinha aberto aquele envelope, ela nao queria saber o que tinha lá contido, aqueles que passam por uma situacao similar podem entender isto. Eu vejo e leio a análise descritiva do TC e procuro por termos chave técnicos que me possam ajudar a perceber mais a fundo o que é este tumor. As palavras "cistadenoma seroso e/ou mucinoso" ficaram na minha mente e acho que vao ficar durante um bom tempo. Por pesquisar estas palavras comeco a ter resultados de tumor benigno e de facto o cistadenoma é basicamente um "cisto" (cyst+adenoma) que é benigno mas pode ter tendencia a malignizar se nao for removido para análise. Ao ser analisado poderemos saber se o tumor já era canceroso ou nao. Por outro lado, um adenocarcinoma já se trata de um tumor maligno. Outro facto importante é que o tumor está na cauda do pancreas lugar este que é mais fácil de se operar.


Para saber mais enviei emails para vários médicos especialistas em gastrenterologia através de contactos em jornais da especialidade onde eram publicados estudos com casos de pacientes. Li e reli várias vezes estes estudos e de certo modo eles reconfortavam-me, porque sao casos reais que relatam objectivamente os tumores, nao fazem deles algo incurável. Até mesmo num desses estudos aparecia o caso de uma senhora diagnosticada com cancro no pancreas que foi submetida a quimioterapia e surpreendentemente ela recuperou! Os próprios médicos ficaram fascinados com a situacao dela.


Em vários estudos encontrei casos de pacientes submetidos a intervencao cirúrgica com sucesso. Encontrei também o estudo do dr. Marcel Autran, um cirurgiao especialista em laparoscopia do pancreas que me ajudou muito. Este cirurgiao opera numa clinica em Sao Paulo, Brasil usando um procedimento bastante avancado como é a laparoscopia que através de um pequeno corte de 2cm se pode remover o tumor. Este procedimento nao é ainda commumente feito em Portugal e neste ponto devo sublinhar que o Brasil está bem avancado por disponibilizar este método muito mais simples para o paciente que nao perde tanto sangue, tem um tempo de recuperacao muito menor e claro menos dores.
No entretanto falei por telefone com um médico especialista em gastrenterologia do hospital de Coimbra que com toda paciencia e interesse pelo caso da minha mae me explicou mais sobre o tema e confirmou que de facto em Portugal a laparoscopira cirúrgica do pancreas nao é ainda realizada.


Este e outros médicos especialistas na matéria acalmaram a minha ansiedade por me assegurar que neste quadro clinico a minha mae iria ficar bem porque o tumor era benigno e isso ajudou-me a dar forcas a ela. Apoiar a pessoa com o tumor é muito importante, lembrem-se que a psicologia ajuda muito e o positivismo pode afastar o pior.
Nunca comparem casos de outros com o da pessoa em causa porque cada caso é um caso e várias pessoas assustaram a minha mae com relatos de outros pacientes que nada tinham a ver.


Pouco antes da operacao a minha mae já estava desesperada e nao queria fazer a operacao mas, conseguiu vencer o medo e no passado mes de Outubro o tumor foi retirado. De salientar que o tumor tinha 6cm e a intervencao foi feita com um "grande corte" (uns 15cm) na zona abdominal selada com pontos e agrafos. O facto do tumor ter este tamanho levava-me a crer que ainda nao se tinha tornado maligno porque se o fosse com aquela dimensao a minha mae já nao teria hipoteses de sobreviver.


Ainda antes de ver pude falar com o cirurgiao que a operou e me informou que a operacao foi bem sucedida mas o tumor ia para análise para ter a certeza se era benigno ou maligno, também nao houve transfusoes de sangue o que é positivo e a operacao levou cerca de 2h.
Quando a fui ver ao hospital ela tinha perdido muito peso (emagreceu 13kg! desde que soube do problema, ninguem tem vontade de comer com a perspectiva de ter um cancro) e branca mas animada. Dois dias depois da saida do hospital fomos ao centro de saude para fazer o penso e foi ai a primeira vez que vi a cicatriz. Nao pensei que fosse tao grande. O enfermeiro tirou os restantes pontos e agrafos e viu se o nivel de acucar no sangue estava elevado. Durante 5meses ela nao pode pegar em pesos porque como sabem toda a zona abdominal terá de se recompor.

Após a consulta com o operador ele confirmou-nos que o tumor era realmente benigno e uma vez que o pancreas continua a produzir insulina nao é preciso continuar a monitorizar os diabetes. Só tenho a dizer que grande alivio!

Quero agradecer do fundo a todas as pessoas que me ajudaram e me deram informacoes práticas sobre tumores no pancreas e desejar a maior coragem e forca para todos aqueles que se depararem com uma situacao destas, nao desesperem lembrem-se de que mesmo a quimioterapia pode curar. O meu conselho para a prevencao é facam exames, queixem-se se sentem algo que nao é normal porque o diagnóstico atempado salva vidas e nos tempos em que vivemos o cancro e os tumores sao uma realidade cada vez mais constante que se combate eficazmente se for encontrada a tempo.

A todos boa saúde!

20 comentários:

Smas disse...

Um beijinho enorme e que bem que tudo se está a compor!
As melhoras da tua mãe!
Bjs

Adriana disse...

Deus olhe por ela
bjs

Mariana disse...

^^

miki disse...

Anocas, fico muito feliz por saber que tudo ficou bem, mesmo depois desse enorme susto. As melhoras!

clau disse...

estou passando por isso com minha sogra estou esperando o resultado da biopsia q saira dia 11 de fevereiro estamos resando para q ñ seja um cancro q seja benigno q bom q sua mãe esta bm q Deus ajude vcs

Fernanda e Cláudio disse...

Será se vc se importaria de me encaminhar o material que vc tiver a respeito desse assunto?

Obrigada

Fernanda
fernandapaulad@yahoo.com

Fernanda e Cláudio disse...

Será se você se importaria de enviar material sobre o assunto para mim (temos um caso na família). Agradeço desde já.

Fernanda
fernandapaulad@yahoo.com

Anocas disse...

Caros Angela e Alcides,

Por favor queiram ler os artigos e links com mais informacao de estudos feitos e do contato médico. Se desejarem mais informacao ou quiserem partilhar vossos casos particulares por favor enviei-me vossos comentários e passarei a responder para os vossos emails. Decidi nao publicar vossos comentários anteriores de modo a nao divulgar vossa morada de email.
Obrigada,
Anocas

Neidoca disse...

Oi!
Rcentemente descobri um tumor no meu pâncreas, porém meu oncologista/cirurgião me acalmou falando que é "tumor de frantz" que caracteriza-se como benigno. Durante 2 anos assisti minha barriga crescer e e achei que fosse gordura. Descobri por meio de uma tomografia, pois estava com cistite.
Estou com cirurgia marcada, tive que controlar o medo e confiar em Deus.
Não tive sintomas, somente um incômodo no estômago, como se estivesse cheia. O tumor tem 16x11cm, pequiso o tempo todo sobre a doença.
E como está a sua mãe hj em dia?

adriana disse...

Deunçoe abençoe sua mae e que ela fique curada

margarete disse...

Caro colega, adorei o seu texto. é exatamente o que estou vivendo. só encontro cancer de pancreas e nunca nada falando de benignidade.
Meu marido foi diagnosticado com insulinoma e sou exatamente como vc, fico pesquisando loucamente, não concordo com alguns diagnósticos e vou correndo junto com o médico. O médico não tem certeza se está afetando a cabeça/corpo ou só cabeça. Me fale de sua mãe hoje. Ela tirou somente um pedaço da cauda? Me envia os links dos artigos que vc leu. Obrigada por postar sua historia, assim como me encheu de esperança, pode ajudar muitas pessoas. Parabéns pela iniciativa.
Margarete

Anocas disse...

Cara Margarete,
Peco desculpa pelo atraso na resposta. Por favor deixe seu email para que lhe possa enviar mais informacao. No caso especifico de minha mae só o tumor foi removido e possivelmente parte da cauda do pancreas.
As melhoras para seu marido e seja forte para ajudá-lo a ter coragem.

susana disse...

Anocas, nem imagina a felicidade, sentida, ao constactar que afinal existem finais felizes, para doentes com patologias no pancrêas...Deixo-lhe um abraço e tudo do melhor para a sua mãe...

poppiesandbutterflies.blogs.sapo.pt

Anocas disse...

Muito obrigada Susana =)

Regina disse...

Hoje a minha irmã foi internada com fortes dores abdominais e na tomografia deu que ela tem vários nodulos no pancreas e figado. Claro que tb estou pesquisando que nem louca, e as unicas palavras que me reconfortaram foram as suas!
Nos próximos dias teremos os resultados, e espero que eu possa sair deste pesadelo. Espero que sua mãe esteja bem e com saúde! Bjs!

Denize disse...

Boa tarde em fevereiro de 2012 foi confirmado um tumor no pancreas, e dia 15de março fiz a cirurgia, que durou 6 horas, foi tudo bem, mas minha recuperação foi bem dificil fiquei 22 dias internada , um trauma, pois abriram minha barriga, mas deu tudo certo, hoje faço exames periodicos, e em janeiro farei outra cirurgia para a retirada da vesicula, procure sempre um bom médico, pois não é qualquer cirurgião que pide mexer no pancreas, meu tumor foi benigno.

Sofia Barr disse...

Estou a passar por esta situação com a minha Mãe.. estou a morrer de medo.. Desde à um mês que não tem apetite, fica enjoada e com náuseas.. entretanto perdeu 10 kg.. fizemos endoscopia digestiva alta, não encontrou nada no estômago, mas a tac revela nódulos no pâncreas e fígado..
obrigado por expor a sua situação.. encontrar resultados só para cancro doí..


Nirvana Garcia disse...

Estou no Rio de Janeiro, Brasil e ontem formos informados de um nódulo no pancreas de minha sogra, hoje com 81 anos de idade... ainda com 1 cm... ler sua experiência é reconfortante e nos enche de esperanças! Deus abençoe vocês!

Line disse...

Descobrimos essa semana que minha mae esta com tumor na cabeça do pancreas mede 1.9cm Ela tem 45 anos, descobrimos devido a dores q ela sentia na parte superior do estomago. Estou muito assutada e sinto que meu mundo esta perdendo o chão. Ler o que escreveu me fez ficar um pouco mais calma e entender mais como seria o procedimento que ela ira passar. por favor em suas pesquisas qual o nome do medico e hospital mis apropriado para o tratamento nesses casos?...se puder me encaminhar no meu email oque vc tiver sobre o assunto eu agradeço. alinebio2@hotmail.com

Anónimo disse...

Menina, adorei de verdade sua matéria, eu tenho 34 anos fui diagnosticada com cisto de Pâncreas de 5,5 por 6 cm na cauda e realmente como a maioria das pessoas falaram, a gente só vê matéria falando de câncer difícil achar alguma coisa que nos de motivação. Gostei muito mesmo, com certeza você me deu mais coragem para continuar lutando e deixar de ficar pensando só em besteiras.