quarta-feira, 16 de abril de 2008

"O Misterio da Estrada de Sintra" de Eca de Queiroz


Eca de Queiroz, como ja o disse, para mim um dos maiores escritores portugueses de sempre. Ao ler o supracitado livro encontrei um dialogo entre duas personagens que mostra o conhecimento e a qualidade excepcionais da escrita de Eca (e Ramalho).


Neste excerto duas personagens sao mencionadas: o capitao ingles Rytmel e o frances Perny. Discute-se a conquista da India pelos ingleses e as suas consequencias... mas o que 'e fascinante 'e a forma critica do discurso de Perny que ainda hoje 'e valida apesar de ter sido escrita ha mais de um seculo!...


Excerto de "O Misterio da Estrada de Sinta" de 1870 por Eca de Queiros em conjunto com Ramalho Ortigao.


"Um dia fallava-se da India. Rytmel dizia a transformação fecunda que aInglaterra lhe tinha feito. Uma grande risada interrompeu-o. Era Perny.
--Ri-se? disse Rytmel, levemente pallido.
--Rio-me? Estalo de riso, tenho apoplexias de riso. Que _transformaçãofecunda_ fez a Inglaterra á India? A transformação da poesia, daimaginação, do sol, n'uma coisa chata, trivial e cheia de carvão. Euestive na India, meus senhores. Sabem o que fizeram os transformadoresinglezes? A traducção da India, poema mysterioso, na prosa mercantil do_Morning Post_. Na sombra dos pagodes põem fardos de pimenta; tratam agrande raça india, mãe do ideal, como cães irlandezes; fazem navegar nodivino Ganges paquetes a tres _schellings_ por cabeça; fazem beber ás_bayaderas_, _pale ale_, e ensinam-lhes o jogo do _criket_; abrem_squares_ a gaz na floresta sagrada; e, sobre tudo isto, meus senhores,desthronam antigos reis, mysteriosos, e quasi de marfim, e substituem-n'ospor sujeitos de suissas, crivados de dividas, rubros de _porter_, quequando não vão ser forçados em _Botany-Bay_, vão ser governadores daIndia! E quem faz tudo isto? Uma ilha feita metade de gelo e metade derosbeef, habitada por piratas de collarinhos altos, odres de cerveja!"
Digam la que isto nao 'e arte, hein?!...

4 comentários:

AndreaDomingas disse...

Realmente, um genial comentário do "nosso" Eça sobre o colonialismo!
Bjs
Andrea

Anocas disse...

Andrea, bem vinda 'a Casa Na Arvore. Sim, Eca foi de facto um dos melhores! Que as escolas continuem a incentivar o estudo das obras deste grande mestre.
Jinhos

AndreaDomingas disse...

Hallo Anocas!
Obrigada pela visita lá no "Domingas" e também pela surpresa em deixar o comentário em alemão! Já vivo nas terras alemãs faz quase uma década! Eu mesmo não acredito!
Gostei muito dos seu posts e vou voltar! Parabéns pelo blog!
Liebe Grüße,
Andrea

Anocas disse...

Oi Andrea! Pois é! Mais uma das linguas que ainda dou uns "toques". Eu gosto muito da Alemanha, é um pais bonito e em certas regioes (como Baden-Wuertemberg)as pessoas sao bem simpaticas e acolhedoras ao contrario do prototipo generalizado que as pessoas por vezes teem dos alemaes de serem frios e antipaticos... Obrigada por nos visitar. Em breve colocarei algumas fotos da Alemanha na Casa Na Arvorei.
Beijo